domingo, 2 de outubro de 2016

O eterno ciclo de interrupção do Brasil

O Brasil está em escombros. Com a truculência à solta. O fascismo reaparece. Com o neoliberalismo à farta. A miséria cresce. E o país é eternamente interrompido. Violentado. Saqueado. Confinado nesse conflito secular que aqui se trava entre dominantes e dominados. Nessa terra condenada a recomeçar sempre de novo. Sempre de um lugar ainda mais atrás do que aquele de onde havia recomeçado da última vez. Vivemos aprisionados nesse eterno mito de Sísifo. Carregando a mesma pedra. Que se torna cada vez mais pesada. A cada vez. Mais uma vez.