sábado, 7 de maio de 2016

Nosso povo tem memória fraca

Walter Benjamin 
Transcrevo a seguir trecho do livro O capitalismo como religião, de Walter Benjamin, cujo conteúdo atual, e precisamente aplicável ao contexto político do Brasil de hoje, dispensa comentários adicionais. O texto fala por si:
"(...) Essas unidades de leituras pretendem fomentar algo que talvez seja a coisa mais importante a ser fomentada entre nós: a memória histórica. 'Nosso povo tem memória fraca', disse Hofmannsthal no prefácio que ele escreveu a Deutsche Erzähler [Narradores Alemães], 'o que ele possui, ele sempre perde de novo'. Isso é mais do que um simples erro. Quem esquece séculos de experiências jamais obterá uma verdadeira autoconsciência histórica baseada na consciência presente das experiências históricas, em seus reflexos, em seu controle ininterrupto. Num mundo que a cada dia fica mais velho, não há como querer bancar a eterna criança que a cada manhã que o Senhor Deus nos proporciona quer começar um novo mundo."