quarta-feira, 23 de março de 2016

A revolta das elites

A imprensa corporativa, a oposição, as grandes corporações e a classe média (e alta) não estão interessadas em combater a corrupção. Muito menos se importam com os rumos políticos e econômicos do país. O projeto é simplesmente destruir um governo cujas diretrizes foram, minimamente, voltadas para a redução da pobreza extrema e das desigualdades sociais. O objetivo é mudar tudo para que o Brasil volte a ser como sempre foi: um país com um governo das elites, governado pelas elites, para as elites. O resto é história.