quarta-feira, 16 de setembro de 2015

O círculo vicioso dos especialistas econômicos viciados em dinheiro

"Uma coisa é pôr ideias arranjadas, outra é lidar com país de pessoas, de carne e sangue, de mil-e-tantas misérias..." (João Guimarães Rosa)

Quando a grande imprensa cita a opinião de especialistas econômicos, trata-se, invariavelmente, de profissionais vinculados aos mercados financeiros, que levam a vida defendendo os interesses do tipo mais ortodoxo de modelo neoliberal, que obviamente coincide com os interesses da imprensa corporativa, em troca de cifras vultosas, colaborações bem remuneradas em think tanks conservadores, além de posições chave em partidos políticos, presenças em eventos de alta visibilidade, verbas para pesquisas acadêmicas, patrocínio em publicações científicas e, para fechar o círculo vicioso da informação viciada pelo dinheiro, tudo num fôlego só, ao agirem assim, esses "especialistas" garantem sempre um espaço relevante nos principais veículos de comunicação do país, o que lhes confere ainda mais legitimidade e autoridade em seus campos profissionais.