sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Somos todos poluidores

Foto Isabela Kassow
"O ser humano é uma besta que morre, e compra, compra e compra. E acho que a razão de ele comprar tudo é que, no fundo de sua mente, tem a esperança maluca de que uma de suas compras vai ser a vida eterna." (Big Daddy, personagem da peça Gata em teto de zinco quente, de Tennessee Williams)

Somos todos poluidores. Ambientalistas também são poluidores. Mas agimos muitas vezes como aquele motorista de automóvel em um grande engarrafamento, que se revolta com o trânsito, sem se dar conta de que é parte dele. A causa ambiental é fundamental. E será tanto mais eficaz quanto mais seus líderes compreenderem que somos todos, em algum grau, poluidores a compartilhar um mundo desigual e injusto. As soluções para as questões ambientais devem ser uma oportunidade para a tomada de decisões políticas e econômicas que, além de assegurar a preservação do meio ambiente, promovam inclusão social e redistribuição de renda. Se podemos ser parte da solução, não podemos nos esquecer de que também somos parte do problema. E vice-versa. A questão é complexa e exige soluções integradoras. Além de muita humildade. Caso contrário, ambientalistas e simpatizantes do movimento verde serão apenas mais um grupo de seres excludentes e maniqueístas a engrossar o coro de uma sociedade cada vez mais hipócrita e moralizante.