terça-feira, 19 de maio de 2015

Austeridade espartana

O FMI e o Banco Mundial já não exercem tanta influência sobre os países emergentes. Quem manda agora são as agências de "rating". O grau de investimento, avaliado por essas agências, é o dono da bola. É ele quem faz Míriam Leitão ver estrelas prateadas cintilantes todas as vezes que o país sofre uma ameça de ter seu grau de investimento rebaixado. É o grau de investimento que, em última instância, determina a política econômica de um país.