sábado, 16 de maio de 2015

1974

Seleção brasileira de 1974 - Copa da Alemanha
O futebol era de botão
A bicicleta, um patinete
O Brasil era tricampeão
A tentação, um chiclete
O cristo era redentor
O surfe, no arpoador

A professora era Vilma
A rua, Nascimento Silva
O sol era de Ipanema
Tinha que ler Iracema
Longe era Copacabana
Minha tia, Sebastiana
Meu vizinho era general

O herói, um policial
O tom era de Jobim
O porteiro, Joaquim

O cinema já não era novo
Minha nascença um estorvo
O teatro ficou sem Oficina
Candelária preparava chacina

A luz era Luis
Martinez de raiz

A ditadura era dura
Tristeza não tinha cura
Ainda havia lobotomia
Muita criança com anemia

Minha mãe parecia feliz
O amigo dela, um juiz
Meu pai parecia afluente
Sua outra mulher, indiferente
Minhas irmãs eram bonitas
Adolescentes aflitas

Guerrilheiro citava Guevara
O estado era Guanabara
A cidade, maravilhosa
Não entendia Guimarães Rosa
O país era o país do futuro
Meu medo, o escuro